terça-feira, 12 de maio de 2015

Gênero Textual: Poesia com interpretação de texto

Poesias

         A Sônia adorava escrever poesias. Ela até me mostrou uma no caderno dela, nem sei como uma menina tão pequena pode escrever tão bem! A poesia era assim:


      



   
         “Vejo um gatinho a miar!
         Ele quer seu irmão!
         Nossa! Ele está no pé de limão!
         Até eu me espantei!
         Confesso até que me assustei!
         Olhe lá! Seu irmão já vem!
         Mas traz com ele alguém!
         Quem será?
         É a sua irmã! Ela é tão pequenina,
         parece anã!
         Eles gostam de brincar com novelo de lã!”

         Só que eu acho que a Sônia exagerou um pouco na poesia, porque os gatos da casa dela são enormes e muito briguentos e a tal da gatinha anã não passa duma encrenqueira! Um dia ela me deu um baita arranhão e mia tão alto que eu já vi a Dona Eliete ameaçando jogar a gatinha no rio!
         E essa história de novelo de lã já sei que deu a maior confusão porque a mãe da Sônia ficou louca da vida quando eles estragaram o novelo!
         Mas aí eu também fiquei pensando em fazer poesias que nem a Sônia!
         A professora disse que o segredo de uma boa poesia é a rima, esse negócio de juntar os fins das palavras, assim como coração com feijão, macarrão e pão com limão, que deve ter um gosto horrível.
         Mas o meu pai que até pra professor já estudou disse que poesia não precisa de rima não e que às vezes até dá pra fazer rima do jeito contrário, uma coisa que ele escreveu num papel, só pra me mostrar:
         O rato roeu a roupa do rei de Roma.
         Gostei, acho um barato ficar procurando os fins das palavras. E acabei fazendo uma poesia também:

         “Batatinha quando nasce
         Esparrama pelo chão
         A Helena quando dorme
         Ronca que nem um avião
         E sonha com macarrão!”

         Só que não vou recitar isso pra Helena senão ela vai ficar louca da vida!

Walcir Rodrigues Carrasco. Quando meu irmãozinho nasceu. Ed. Paulinas, São Paulo, 1982
encrenqueira — aquela que sempre arruma encrenca, que briga ameaçando — prometendo castigo ou malefício; que constitui perigo
acho um barato — acho legal, muito bom
recitar — ler poesia em voz alta, declamar

Conversando
1-Quem conta a história?
2-O que Sônia gostava de fazer?
3-O que Pedrinho achou da poesia de Sônia?
4-Depois de ler a poesia, o que Dedrinho ficou com vontade de fazer?
5-De acordo com a professora, qual é o segredo de uma boa poesia?
6-O que o pai de Pedrinho explicou a ele?
7-O que Pedrinho achava um barato”?

Estudando palavras
1-Leia as frases e marque as respostas certas.

a) Durante o jogo, o técnico encrencou com o juiz.
Na frase, a palavra encrencou quer dizer:
(    ) arrumou briga   (    ) procurou soluções   (    )recitou poesias

b) A vizinha ameaçou os meninos que quebraram sua vidraça.
Na frase, a palavra ameaçou quer dizer:
(    ) prometeu premiar   (    ) bateu   (    ) prometeu castigar

3- Explique com suas palavras o que quer dizer “acho um barato”.

4- Escreva três coisas que você acha um “barato”.

Compreendendo
1-Marque a resposta que está de acordo com o texto.

a) O que Sônia gostava de escrever?
(    ) Poesia  (    )História em quadrinhos  (    )Cartas

b) O que deixou Pedrinho admirado em relação a Sônia?
(    ) Uma menina tão pequena ter tantos gatos.
(    ) Uma menina tão pequena escrever tão bem
(    ) Uma menina escrever uma poesia tão pequena.

2-Responda:
a) O que a poesia de Sônia provocou em Pedrinho?

b) Que orientação a professora deu para se fazer uma boa poesia?

c) Qual foi o comentário do pai de Pedrinho em relação a rima na poesia?

3-Sublinhe, no texto, o exemplo que o pai deu de poesia com rima do jeito contrário.

4- Pinte o lápis ao lado da resposta certa.
No texto, poesia do “jeito contrário” quer dizer:

(    ) poesia com som parecido no fim das palavras,
(    ) poesia com som parecido no início das palavras,
(    ) poesia com som parecido no início e fim das palavras.

5-Pense e escreva sua opinião sobre:
a) as poesias de Sônia e de Pedrinho.
b) a idade de Sônia.

6-Responda oralmente:
a) Você gosta de poesia?
b) Que tipo de poesia você gosta mais, com rima ou sem rima?
c) Você se lembra de algum poema que tenha lido e gostado? Qual?


Nenhum comentário:

Postar um comentário